Pessoa escrevendo conteúdo usando o teclado de um notebook

Crie seu site pensando primeiro no conteúdo!Leitura de 8 minutos

Antes de escolher a primeira cor, fonte ou foto para o redesign do seu site, você precisa dar uma olhada no conteúdo. Um site de sucesso começa primeiro com o conteúdo e depois com o design.

Esse conceito é muito importante quando se trata de reformulações de sites. Se você está procurando redesenhar um site, é provável que a estratégia de conteúdo e os recursos visuais existentes já existam há algum tempo. Provavelmente, algo não está funcionando, o que motivou o redesenhar tudo.

Criar os tipos certos de conteúdo e usar essas informações para criar o novo design pode fornecer uma visão de como o site redesenhado deve parecer e funcionar para os usuários. Pode ser um indicador importante de quais tipos de elementos o design precisa incluir e como o conteúdo levará os usuários a converter e concluir a ação que é o objetivo do design.

Realize uma auditoria

Qual conteúdo já existente no design antigo deverá migrar para o site novo?

Você pode se surpreender após um mergulho nas análises. As páginas que não estão recebendo muito tráfego podem não ser necessárias, você pode querer mesclar o conteúdo que está em várias páginas, ou até mesmo decidir matar de vez uma seção (como fiz nesse site, o que antes era um blog sem muitas pretensões virou um ponto central da minha estratégia de posicionamento profissional, então uma sessão de fotos de eventos foi removida)

Se existem páginas que são vitais para a mensagem do site e não recebem tráfego, este é um bom momento para repensá-las. Por que o conteúdo não está convertendo os usuários? Existe um caminho fácil para chegar até estas páginas?

Antes de auditar o conteúdo, você precisa reunir tudo. Uma auditoria de conteúdo pode incluir mais do que apenas as páginas que fazem parte do design de um site existente. Lembre-se de pensar no seguinte:

  • Páginas e seções existentes do site;
  • Que tipos de conteúdo são usados ​​(e ainda são relevantes?);
  • Uma lista de arquivos e documentos que estão linkados e disponíveis para download em todo o site;
  • Qual será a aparência do novo modelo de conteúdo em relação à estrutura atual;
  • Um guia de referência para organizar o conteúdo existente e criar novo conteúdo no estilo e voz certos.

Uma forte auditoria irá separar cada um desses elementos de conteúdo e colocar tudo em um dos três “baldes” para o redesign:

  1. O conteúdo está funcionando bem e passa para o novo layout do jeitinho que já está;
  2. O conteúdo não está funcionando ou não faz parte da nova estratégia de conteúdo e será deixado para trás (excluído);
  3. O conteúdo precisa de revisões ou ser mesclado com outro conteúdo.

Avalie as necessidades de conteúdo

O que mudou em sua empresa ou missão desde o lançamento do site? Que mudanças precisam ser refletidas no novo design?

Embora essas perguntas pareçam bastante simples, as respostas podem encontrar falhas profundamente enraizadas que podem ser corrigidas em um redesign. Procure fotos desatualizadas, linhas de produtos que não existem mais, listas de funcionários desatualizadas, artigos com conteúdo que já caducou ou links que não funcionam mais.

Considere também quaisquer mudanças na indústria que tenham ocorrido. A linguagem que define o seu setor é a mesma? As imagens e cores representam com precisão a sua marca?

Um novo design é o momento perfeito para colocar tudo ao ar livre e ver o conteúdo com um novo olhar, enquanto faz uma lista das necessidades de conteúdo para o novo design. Quais elementos precisam ser criados ou adicionados ao site?

Crie o tipo “certo” de conteúdo

Encontrar o tipo certo ou errado de conteúdo para um site pode ser complicado. O que funciona para um projeto pode arruinar outro. Simplesmente, o tipo certo de conteúdo leva cada usuário a concluir uma ação que atenda ao seu objetivo.

Comece definindo metas para criar o tipo “certo” de conteúdo.

Em seguida, considere os diferentes tipos de conteúdo que você pode criar para atender a estes objetivos:

  • Imagens e vídeo;
  • Blocos de texto curtos;
  • Páginas estáticas (sobre, contato, perguntas frequentes);
  • Postagens no blog;
  • Conteúdo perene (ou Evergreen content, artigos ou postagens que nunca envelhecem (como este aqui));
  • Elementos de interface do usuário, botões e formulários que incentivam a ação do usuário;

Pense em caminhos de conversão: quando o usuário A executa uma ação ou clica em um botão, o que acontece a seguir e como isso o ajuda a atingir a meta do site?

A criação de um caminho de conversão bem-sucedido possui um processo próprio.

Comece com uma meta de conversão, como comprar um produto, e identifique os tipos de usuário que podem atingir essa meta.

  • Crie uma landing page (página de destino) para os usuários iniciarem a jornada em direção a essa conversão, como uma página apenas para um produto/serviço em destaque.
  • Use ferramentas como mídias sociais, publicidade e/ou facebook/google ads para direcionar os usuários a esta página.
  • Crie conteúdo adicional relacionado a esta página de destino, de modo que quaisquer links internos fora da página ainda direcionem os usuários para a meta.
  • Certifique-se de que todas as ações conduzam o usuário de volta à meta. Continue repetindo o loop até que o usuário converta.

Aliás, tem outros tipos de conteúdos que você pode criar como iscas digitais, e eu falei um pouco sobre isso neste post do Instagram.

Otimize-o, pense em SEO

Não perca seu posicionamento em ferramentas de busca com um novo design. Saber de onde vem o tráfego e como os usuários entram em seu site atual pode garantir que as mesmas páginas continuem populares após uma reformulação.

Embora todo o novo conteúdo precise ser otimizado para pesquisa, você também deseja proteger o conteúdo existente.

  • Anote as páginas mais pesquisadas e encontradas (você pode usar o Google Analytics e o Google Search Console para isso);
  • Desenvolva uma estratégia de redirecionamentos 301 para quaisquer links ou páginas que serão alterados ou removidos no novo layout;
  • Concentre-se em uma palavra-chave por página no redesenho do site, otimize as páginas existentes e novas com isso em mente.

Desenvolva uma estratégia pós-lançamento

Como você manterá essa estratégia de conteúdo recém-descoberta?

Desenvolva um plano sobre como continuar gerenciando conteúdo novo e existente após o lançamento do novo layout.

  • Quem é o responsável pelo conteúdo?
  • Com que frequência novas páginas / postagens / atualizações serão feitas?
  • Existe um guia de estilo ou documentação de design para garantir a consistência?
  • Qual é o estilo e a voz do conteúdo no futuro? Como é diferente ou semelhante ao site anterior?
  • Ao lançar um novo produto/serviço, qual será a estratégia de conteúdo para novos artigos levarem os visitantes as landing pages deste produto/serviço?

Esse último ponto é super importante. Este artigo mesmo foi escrito pensando em já plantar na sua cabeça a imagem de que o Guga é organizado e planeja bem sua estratégia de conteúdo antes de um lançamento (que ainda está por vir).

Aliás, vamos dar os créditos corretamente. Este artigo é uma tradução livre de um artigo no site Secret Stache, que já dizia quase tudo que queria escrever, então o traduzi e fiz algumas adaptações para refletir melhor o que eu gostaria de trazer para vocês.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *