7 Mitos sobre Mídias Sociais

As Mídias Sociais atingem números cada vez maiores em termos de adesão, utilização e importância nos dias de hoje e e a cada semana vemos mais e mais manchetes sobre novas empresas que desenvolvem suas próprias plataformas, Facebook crescendo e encostando no Orkut ou a conta de um famoso sendo seqüestrada no Twitter. Essas coisas acontecem com mais e mais freqüência principalmente porque a famosa mídia social já é parte de nossas vidas e alguns de nós não poderiam imaginar sua vida sem ele.
Com este crescimento, existem muitos mitos sobre Social Media e vou listar alguns deles aqui, assim você poderá enterrar de vez alguns deles.

Mídias Sociais

1 – Estar nas Mídias Sociais não é igual a sucesso imediato

Não é bem assim que a banda toca. Se você criou uma página para a sua empresa no Facebook, é muito improvável que você consiga um novo cliente dentro de uma semana. Você precisa investir tempo e até mesmo dinheiro para levar as pessoas a se interessarem por seus produtos/serviços e através disso chegarem realmente a lhe contatar interessado em adquirir tais produtos ou serviços. É necessário contratar profissionais especializados, utilizar as ferramentas corretas para entender o comportamento dos usuários e utilizar sempre estratégias bem fundamentadas.
A melhor maneira de ter sucesso nas mídias sociais é realmente investir algum tempo ou capital e ter em mente que este é um processo de médio a longo prazo.
Portanto, não acho que apenas ter contas no Twitter, LinkedIn e Facebook vai trazer-lhe sucesso imediato, porque não é assim. Use as mídias sociais com sabedoria e tenha paciência para colher os resultados. Como em quase tudo na vida, é necessário investir em tempo e conhecimento e saber que algumas coisas só vem com muito suor e trabalho bem feito.

2 – Esteja em TODAS as plataformas

Este é outro falso mito que muitos pensam ser correto. Não é totalmente necessário estar em todas as redes sociais, a não ser que seu público esteja em todas elas.
Não planejar corretamente e se utilizar de canais demais pode vir a ser ruim, pois você precisará de um investimento maior, seja em pessoal ou em horas de serviço da agência contratada. No caso de ter uma equipe interna cuidando disso, você poderá estar desperdiçando um tempo precioso que poderia ser utilizado nas redes que lhe trazem um maior retorno do investimento feito. Evite se inscrever em todos os lugares se você não está confiante de que pode lidar com todos eles, ou se você não tem estudo e números que comprovem que realmente vale a pena utilizar também a plataforma A ou B.
Além disso, cada nova plataforma não irá alcançar o sucesso das maiores da atualidade. Se você acha válido ter uma conta nas menores também, tenha, mas também tenha em mente que você fará um bom uso dela e não usará sem pensar em estratégias focadas nas características de tal rede e lembre-se que se seus clientes não estiverem presentes na respectiva plataforma, talvez não haja total necessidade de você estar lá também.

3 – Perfis ou páginas em Redes sociais não substituem um site

Podemos passar horas aqui falando sobre como é importante ter um website – em separado de suas contas de mídias sociais. As plataformas web 2.0 estão lá apenas para ajudar o seu site, e não para substituí-lo. A coisa mais importante sobre o seu site é que você tem total controle sobre ele – a partir do host e de domínio, da plataforma e do conteúdo. Isso é diferente em uma rede social onde você está restrito a certos usos pelas regras vigentes nela. Considerando que um site é seu enquanto você quiser, uma plataforma de mídia social onde você tem todos os seus clientes podem falhar e deixar de existir em questão de dias – se você não tem site, como você vai recuperar o contato com seus clientes?

Isso não pode acontecer com um site, que é seu e onde só você decide sobre o conteúdo e layout. Ninguém muda as regras sem você saber e se a empresa de hospedagem vai à falência ou é invadida, você tem sempre o seu backup (espero eu) e pode se migrar rapidamente o site exatamente da forma que estava para outra hospedagem. Mídias sociais não substituem um site porque eles têm finalidades totalmente diferentes. É por isso que você deve ter sempre os dois.

4 – Não é possível obter novos clientes através da mídias sociais

Sim, as redes sociais são usadas para fins de entretenimento e no nosso círculo privado usamos tais redes para um propósito diferente, mas seus clientes muitas vezes estão nas mídias sociais e chegarão a você através delas. É totalmente possível desembarcar qualquer tipo de cliente no Facebook, Twitter ou LinkedIn e, depois de construir uma relação forte com ele, para realmente fazê-lo pagar por seus serviços.

5 – Social Media é perda de tempo

Isso não poderia estar mais errado. Não apenas as mídias sociais são importantes para qualquer tipo de negócio, mas também irá lhe trazer clientes e torná-lo mais popular na internet – que, da última vez verifiquei, foi a segunda mídia mais utilizado no mundo – muito mais usados de rádio ou jornais e logo atrás TV. Você poderia considerar que para algumas pessoas a mídia social é um desperdício de tempo, mas repito, isso é para algumas pessoas. As empresas precisam estar nas mídias sociais, especialmente por causa das razões mencionadas acima, mas também por causa de muitos outras como branding, relacionamento com clientes e atendimento veloz.

6. Números altos não são iguais a Bons Resultados

Se a sua estratégia de mídia social é ter tantos seguidores quanto possível, então provavelmente é uma perda de tempo para você também. Ter numerosos seguidores desinteressados e fora do seu target nunca trará os resultados que você procura e você vai acabar pensando mídia social é uma perda de tempo. O grande número de seguidores não impressiona muita gente, quando você é um negócio ou um freelancer, se eles não estão interessados no que você tem a dizer. Você pode ser seguido por 1.000 pessoas nas duas primeiras semanas, mas se apenas três deles interagirem com você, este é seu público real.
Tente alcançar seu público-alvo um pouco mais e aprenda alguma coisa sobre cada um deles – pelo menos enquanto você ainda tem um pequeno número de seguidores. Os clientes sentem quando as empresas fazem um esforço para eles e apreciam-o, então tenha isso em mente quando você se inscrever em uma plataforma de mídia social.

7. Nem tudo que você diz ou faz realmente importa

Não é bem assim. Se você não acredita em mim, tente olhar para histórias sobre pessoas que foram demitidas de seus empregos por causa de erros de mídia social. Lembram-se do diretor da Locaweb demitido por ofender o São Paulo, clube que era patrocinado pela marca?. Empregadores, empregados, clientes e prospects vão seguí-lo de perto e pesar cada frase e responder-lhe de forma pública. Quando você é um freelancer pode não causar muito dano, mas se você representa uma empresa que poderia demitir você – especialmente com a imprensa de olho nas mídias sociais hoje em dia, bem, então preste atenção a cada detalhe da sua linha de conversas (e isso vale para o mundo offline também).

Conclusão

Mídias Sociais tem uma importância enorme hoje e se você ainda não estiver convencido sobre isso, então há algo errado. Tente dar uma olhada ao seu redor e perceber todo mundo está ativo lá e seus clientes são, provavelmente, parte de “todos”. Se os seus clientes potenciais estão lá, você tem que estar lá também, caso contrário, eles vão passar para outro freelancer ou empresa que está ativa em mídias sociais, e você vai ficar com aqueles poucos clientes fiéis a você.

Use as mídias sociais de forma inteligente, ter uma estratégia de antemão, seguí-la, estar pronto para investir nela; acompanhar de perto suas discussões e prestar atenção para erros de conversação e você provavalmente se sairá bem. Antes de analisar esses mitos e muitos outros, tentar realizar alguma pesquisa você mesmo e perceberá que a maioria delas são falsas.

Sabe alguns outros mitos sobre mídias sociais? Você os ignora ou acredita em alguns deles?