Toda vez que eu parto

Rio de Janeiro, 20 de julho de 2011. 4 horas da manhã.

Hora de acordar, pegar as malas e partir para o Aeroporto mais uma vez, em mais uma viagem para participar de um evento. Desta vez, indo para o Expon “apenas” para assistir o evento, e não para palestrar como no ano passado no SearchLabs, com a certeza de que seria um grande evento, e também para o MozCation, evento da SEOMoz no Brasil.

Avião Rio de Janeiro

Ao chegar no aeroporto e fazer meu check-in, encontro o amigo Pablo Almeida e sentamos para uma rápida conversa sobre o evento que estava por vir. Rapidamente, o amigo Pablo saca seu notebook e me mostra cheio de empolgação os slides de sua palestra e me peguei pensando sobre o crescimento que tivemos em nossas carreiras de uns anos para cá. Por conta do horário de meu vôo, logo tenho que me despedir e embarcar antes que seja tarde.

Ao decolar do avião e olhar meu Rio de Janeiro pela pequena janela do avião, uma lágrima escore pelo canto do olho, como já é de praxe. A ligação com minha terra natal é tão forte que toda vez que o olho da janela de um avião a emoção toma conta. Em um impulso, saco o celular do bolso e escrevo uma frase que me vem a cabeça: “Rio de Janeiro: Toda vez que eu parto uma parte de mim se parte”. Se tivesse mais coragem tatuaria tal frase em meu corpo, mas quem sabe a próxima não seja algo relativo a isso.

Os 4 dias que passei em São Paulo para participar de Expon e MozCation foram sensacionais. Ótimos eventos, palestras excelentes, networking igualmente excelente ao rever amigos e conhecer outros que eu já conversava a tempos pelo twitter. Aliás, não posso deixar de publicar meus parabéns para @fabioricotta, @docluz, @migueldorneles e toda a equipe da UnderDogs pelo ótimo Expon realizado, da primeira palestra até a festa de encerramento, com certeza o Expon contribuiu e muito para o aprendizado de todo nosso mercado e proporcionou experiências fantásticas para TODOS ! Aproveito também para deixar um agradecimento especial para Cleo Morgause pela hospedagem, amizade e carinho nesses dias.

Os 4 dias em São Paulo foram sensacionais, mas na volta novamente estava eu na janela do avião, olhando a paisagem, e adivinha o que aconteceu ao avistar meu Rio de Janeiro? Novamente uma lágrima escorre pelo canto do olho e vem a inspiração para sacar o celular do bolso e completar a frase escrita no vôo anterior.

O que escrevi dessa vez? Segue abaixo o texto completo, devidamente titulado.

Toda vez que eu parto

Rio de Janeiro,
Toda vez que eu parto uma parte de mim se parte,
A vista pela janela é quase uma obra de arte.
Foram só quatro dias mas esse nobre baluarte
Sabe que partir de vez ele não aguenta, teria um enfarte.